Se o seu bebê está com febre, em um primeiro momento você não deve se preocupar, afinal isso é comum e a temperatura dele subirá muita vezes ao longo da vida. Mas há algumas ocasiões que requerem uma maior atenção e cuidado e o blog da Dra. Juliana Miguita vai te ajudar a identificar quais são essas ocasiões.

Quando devo considerar febre?

Especialistas não consideram febre um quadro de febre de menos de 37,5ºC, pois existem algumas crianças cuja temperatura corporal é próxima a este número mesmo em estado saudável. Entre 37,0ºC e 37,5ºC considera-se que o bebê está febril.

Qual tipo de termômetro devo usar?

Há vários tipos de termômetros para medir a temperatura. O tradicional termômetro de vidro com enchimento de mercúrio está deixando de ser utilizado por uma questão ecológica. O mais comum hoje em dia é o termômetro digital, que tem funcionamento parecido, é utilizado embaixo do braço, porém tem uma exibição da temperatura diferente. Há também os termômetros infravermelhos que medem a temperatura pelo ouvido e alguns modelos infravermelhos que permitem a medição da temperatura sem o contato, geralmente apontando para a lateral da testa. Todos eles atendem bem a necessidade, mas é imprescindível que eles tenham o selo do INMETRO, que atesta que o aparelho foi calibrado e que a temperatura que está marcando é verdadeira.

Por que os bebês tem febre?

Em geral quando há um aumento da temperatura corporal quer dizer que algumas células identificaram que há algum intruso no organismo, que podem ser vírus, fungos ou bactérias. Elas mandam um sinal para o cérebro e ele aumenta a temperatura de todo o organismo. O aumento da temperatura do corpo já consegue eliminar alguns tipos de bactérias. Este processo também acelera a produção de glóbulos brancos e outras substâncias que eliminam os intrusos. É importante tratar os sintomas da febre e não a temperatura.

Quando devo me preocupar com a febre?

Como dito anteriormente a febre pode ser um motivo de preocupação ou não. É importante avaliar o comportamento do bebê. Se ele está com febre, mas age normalmente, se alimenta bem, brinca e parece tranquila, é preciso ficar de olho, mas sem se preocupar. Se a febre for acompanhada de choros inconsoláveis, grandes incômodos ou fraqueza e abatimento, é importante procurar um médico pediatra. Quando a febre ultrapassa o prazo de 2 dias sem cessar, também é um bom indicativo para procurar ajuda médica. Aqui vai uma observação importante: Bebês com menos de 3 meses devem sempre ser acompanhados por um pediatra em caso de febre.

Comentário
  • Luciana
    Responder

    Ótimo artigo.
    Me ajudou a decidir se dava ou não um remédio pra baixar a febre.

Deixe um comentário

Verificação de spam *